Quais são as habilidades necessárias para trabalhar na indústria 4.0?

 em Carreira, Negócios, Profissionais de TI

Competências técnicas e comportamentais se tornaram essenciais para consolidar uma carreira diante da revolução digital

Big data, manufatura inteligente, análise de dados e internet das coisas. A indústria vem sendo transformada pela tecnologia e o mercado de trabalho segue o mesmo caminho. O Mapa do Trabalho Industrial 2017-2020, elaborado pelo Senai, indica que haverá mais de 13 milhões de novos postos, preenchidos por profissionais com formação técnica aplicada à indústria. “Pessoas com qualificações focadas na indústria 4.0 terão um diferencial competitivo no mercado de trabalho e isso pode acontecer ainda durante o curso de capacitação”, explica a gerente executiva de Educação do Sistema Fiep, Giovana Chimentão Punhagui.

Competências multidisciplinares

Nos Estados Unidos, pelo menos 40% das profissões serão impactadas pelas mudanças tecnológicas nos próximos anos. Será importante compreender o uso e o funcionamento de equipamentos e softwares de manufatura, gestão, logística e soluções em realidade virtual. Isso significa que, além do conhecimento técnico na área de atuação, será preciso desenvolver habilidades comportamentais diferentes. Giovana aponta algumas delas: “Desenvolvimento do empreendedorismo, da criatividade, colaboração e alto grau de adaptabilidade. É um mercado que passará por mudanças o tempo todo, na mesma velocidade em que acontecem as inovações digitais”.

A gestão do próprio trabalho e a facilidade em interagir com diferentes times são outras características dominantes no perfil profissional da indústria 4.0. Quanto à autogestão, Giovana explica que é um movimento natural, decorrente de uma maior autonomia nos processos. “Às vezes a tomada de decisão não pode esperar. Os profissionais do futuro devem se preparar para lidar com situações que exigem definições rápidas. Inteligência emocional e autoconfiança serão fundamentais nesses processos”, diz.

Metodologia baseada em problemas reais

Considerada o grande diferencial das formações técnicas ofertadas pelo Sistema Fiep, a multidisciplinaridade acontece de maneira orgânica nos cursos. A metodologia é baseada na solução de problemas reais da indústria, trazidos pelas próprias empresas. Por meio do Sesi e do Senai no Paraná, o Sistema Fiep tem ampliado e adaptado constantemente a oferta de cursos. Do ensino fundamental à graduação, passando pelas formações técnicas, as unidades da instituição utilizam metodologia própria voltada à preparação para o mercado de trabalho. A gerente executiva de Educação destaca que os alunos são capacitados para atuar em qualquer área, dentro ou fora das indústrias. “É uma metodologia que desenvolve senso crítico e capacidade de análise. Quando pensamos nas mudanças que o mercado de trabalho vem enfrentando, entendemos que a revolução digital afeta todos os setores. E nós estamos preparando os profissionais que atenderão às necessidades emergentes, contribuindo para maior eficiência, competitividade e melhores resultados das empresas”, conclui Giovana.

Link: https://glo.bo/2kjl7l1

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Contate-nos

QUEREMOS CONHECER SEU PROJETO!
Solicite nosso contato.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt