O Legado de um Líder

 em Liderança

O dicionário nos traz alguns significados sobre o termo “legado”, entre eles: quando um bem, ou vários bens, são deixados para outra pessoa que não é herdeira, quando o proprietário original falece, então ele deixa todo, ou parte, do seu legado para alguém, que pode ser da família, ou não. Essa pessoa é conhecida como legatário. Mas vamos falar de ambiente corporativo.

O que é um legado quando o assunto é liderança empresarial?

O maior legado que um líder pode deixar para a sua equipe é o seu legado intelectual.

Sua maior referência está em seu comportamento profissional, em como soube conduzir a execução dos processos internos, o atendimento das demandas das áreas parceiras e principalmente no que diz respeito a gestão de equipe e o conhecimento compartilhado. Muito mais do que a relação de trabalho, mas o fato de ser lembrado como aquele que te impulsionou a ter novas atitudes e soube moldar o time para a busca constante de novos aprendizados e a prática dos valores organizacionais, sem que você abra mão dos seus valores pessoais.

Legado não é o que o líder fez com relação a processos, mas a sua conduta profissional e no que diz respeito as pessoas

Líder é aquele que proporcionou o seu autodesenvolvimento, que em momento algum ele precisa lhe dizer “Eu fiz”, porque o que irá prevalecer é o seu comportamento, o fazer no dia a dia, irá demonstrar isso, sem autoafirmações.

O Líder precisa ter todas as respostas para direcionar a equipe? Não. Ele precisa é ter inúmeros questionamentos, para estimular sua equipe a buscar essas respostas, assim ele conseguirá desenvolver o time para a postura cada vez mais estratégica, incentivando a equipe ir além das suas responsabilidades diárias.

Reconhecer as contribuições de cada um e implementar o que se é planejado e o senso de justiça poderiam ser uma missão de todo líder. Estabelecer regras claras, saber o que se espera de cada um é fundamental para o crescimento de todos. O líder é aquele que tem transparência em suas relações. Gostamos de encarar os problemas e imprevistos como desafios, isto nos motiva. Mas é preciso ter a calma necessária para analisar o cenário e propor soluções.

Para os imprevistos é muito importante administrar os primeiros impulsos, escolhendo uma resposta emocional mais adequada, impactando positivamente na atuação com os colegas de equipe. Ter a capacidade de exercer o controle razoável sob suas respostas nos envolve menos em conflitos e nos ajuda a manter uma relação mais estável e saudável com os outros.

Fonte: http://bit.ly/2klunSt

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Contate-nos

QUEREMOS CONHECER SEU PROJETO!
Solicite nosso contato.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt