Inteligência emocional e o desenvolvimento profissional

 em Carreira, Inteligência Emocional

O Brasil passa por um momento de crise profissional. Cerca de 12,7 milhões de brasileiros estão desempregados. Este número é preocupante, mas é parte de um cenário maior do mercado profissional. Além destes trabalhadores desempregados, é possível observar outro número que levanta preocupações, 56% dos profissionais empregados estão insatisfeitos com suas carreiras, aponta matéria do G1.

As perspectivas dos profissionais empregados não estão sendo correspondidas, bem como sentem-se prejudicados e desmotivados em seguir com suas carreiras. Observando estes casos é necessário buscar uma solução para os profissionais brasileiros.

Profissionalismo Emocional

Não é de hoje que se fala sobre Inteligência Emocional no âmbito profissional, porém muitos trabalhadores ainda vêm negligenciando os seus benefícios. A Inteligência Emocional ficou popularizada a partir de 1995 pelo autor Daniel Goleman que lançou seu livro intitulado ‘Inteligência Emocional’. Para Daniel é habilidade de perceber, compreender, administrar e alterar seu estado emocional ou de outra pessoa.

Sabendo gerir bem sua Inteligência Emocional poderá proporcionar um ambiente muito mais estável e equilibrado em suas relações profissionais. Além disso terá a capacidade de administrar da melhor maneira sua própria rotina no dia a dia do trabalho. De acordo com um artigo publicado no site do Grupo Kromberg 54% dos fatores que levam alguém ao sucesso estão relacionados a inteligência emocional.

Profissionais que dedicam seu tempo aprimorar sua inteligência emocional tem maior habilidade social, o que proporciona um ambiente propicio a novas ideias. A Inteligência Emocional também ajuda a lidar com a ansiedade, que é um dos maiores causadores de depressão e desanimo profissional. Caso um profissional tenha dificuldade em trabalhar esta área, a Inteligência Emocional pode e deve ser aprendida observando exemplos alheios.

Metáforas da Lente

Essa é a abordagem que o autor, educador e antigo cameraman da emissora Globo, usa para ensinar seus aprendizes. Edilson Giachetto, autor de ‘Metáforas da lente – O olho que fala’, apresenta em seu livro a história da vida que construiu no meio artístico. Como educador já formou diversos profissionais, não apenas para que sejam bem-sucedidos no meio artístico, mas também os ensinou como a arte pode transformar uma vivência simples em algo mais complexo e proveitoso, justamente através da aplicação da Inteligência Emocional em seu meio profissional.

Metáforas da lente revela a relação profissional que transformou o ambiente de trabalho em uma experiência exemplar de como lidar com as próprias emoções e emoções alheias. O autor buscou apresentar ideias e orientações para quem deseja se desenvolver no meio artístico. Além disso busca despertar a criatividade inerente a todo ser humano para que descubra sua área de atuação da melhor forma possível.

Com uma abordagem que se utiliza da inteligência emocional para a construção de um diálogo mais efetivo entre educador e aprendiz, Giachetto consegue ensinar muito mais do que modelos profissionais. A característica humana que traz valores aplicáveis para qualquer profissional que buscar seus ensinamentos.

Link: https://bit.ly/2IK1E7K

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Contate-nos

QUEREMOS CONHECER SEU PROJETO!
Solicite nosso contato.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt