Como combater o estresse e melhorar o relacionamento com o próximo?

 em Comportamento, Inteligência Emocional, Motivação, Relacionamento, Saúde

A gestão do mal passa por controlar uma série de situações, tomar conta de pensamentos, das emoções, da agenda, do ambiente, bem como da forma como lidamos com os problemas

Quando nos sentimos em perigo real ou imaginado, as defesas do organismo reagem rapidamente, num processo automático, conhecido como reação de “luta ou fuga” ou de “congelamento”. Inicialmente, o estresse pode ser positivo, contudo para além de um certo nível, este deixa de ser proveitoso e começa a prejudicar gravemente a saúde, a alterar o humor, a produtividade, os relacionamentos e a qualidade de vida, em geral.

Nível de estresse
“O nível de estresse varia de pessoa para pessoa, o que é estressante para determinada pessoa pode não ser para outra e o que parece resultar como atenuante em uma pessoa pode não ser eficaz com outra. O estresse pode causar danos generalizados, por isso, é importante conhecermos as suas diferentes fases e o nosso próprio limite. Algumas pessoas são capazes de desmoronar perante um obstáculo ou frustração, enquanto outras parecem prosperar sobre a emoção e o desafio de um estilo de vida de alto estresse.

A capacidade do indivíduo o tolerar depende de muitos fatores, incluindo a qualidade dos seus relacionamentos, a sua inteligência emocional e a própria genética.
É importante aprender a reconhecer quando o nível de estresse está fora do seu controle e é entendido por si como ultrapassando os seus recursos disponíveis, físicos e psicológicos. É importante saber reconhecê-lo e efetuar uma boa gestão do estresse, de forma a minimizar o problema.

Como combater o estresse?
Para conseguir minimizar é preciso partir do princípio, como evitar, alterar, adaptar ou aceitar.

Aprenda a evitar o estresse desnecessário. Nem tudo pode ser evitado, mas se aprender a dizer não, a distinguir “deveres” de “obrigações” na lista de coisas a fazer, pode eliminar muitos fatores. Identificar as causas é um primeiro passo importante.

Se não podemos evitar uma situação estressante, devemos tentar alterá-la e lidar com os problemas de cabeça erguida, em vez de guardarmos sentimentos negativos, aumentando o stress.

Adaptar-se ao fator causador quando não podemos mudar o fator de estresse, como é o caso de uma doença, devemos tentar mudarmo-nos a nós próprios e a visão que temos sobre a situação que enfrentamos. Reformular os problemas ou se concentrar nas coisas positivas da vida.
Devemos aceitar as coisas que não podemos mudar. Haverá sempre fatores de stress na vida que não podemos alterar. Aprenda a aceitar o inevitável, em vez de protestar contra uma situação e torná-la estressante. Olhemos para o lado positivo da situação, mesmo nas circunstâncias mais estressantes pode ser uma oportunidade de aprendizagem ou crescimento pessoal. Aprenda a aceitar-se, com o seu potencial e limitações.

Link: https://bit.ly/2Lqf6ii

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Contate-nos

QUEREMOS CONHECER SEU PROJETO!
Solicite nosso contato.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt